Notícias

Nomeação de asssessor do Vaticano agrada Legionários de Cristo

Roma - (RV) - Os Legionários de Cristo expressaram em Roma sua gratidão pela nomeação do jesuíta italiano, Gianfranco Ghirlanda, designado pela Santa Sé como novo assistente pontifício para esta congregação, em seu processo de renovação. “Recebemos esta nomeação com muita gratidão, porque é um especialista que sabe muito e nos dará muita segurança. Vai nos ajudar , sem dúvida, a não nos equivocarmos no caminho,” afirmou o porta-voz dos Legionários de Cristo em Roma, Benjamin Clariond.

Ghirlanda vai assessorá-los na busca de uma configuração canônica para o movimento apostolado “Regnum Christi” e na direção entre as distintas vocações que o formam: sacerdotes religiosos, laicos consagrados, consagradas, laicos e sacerdotes diocesanos. A nomeação do novo assessor ocorreu na noite desta quinta-feira, 3, durante reunião coordenada pelo Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, o brasileiro João Braz de Aviz, e o secretário do dicasterio, José Rodriguez Carballo.

O Diretor-Geral dos Legionários de Cristo, Eduardo Robles-Gil, e outros membros do conselho-Geral também estiveram neste encontro que ocorreu no Centro de Estudos Superiores dos Legionários em Roma. Clariond transmitiu a satisfação que sente a Legião ao poder contar, agora, com a orientação de Ghirlanda, uma figura que já era uma referência para os legionários.

“Em 19 de março deste ano, a comissão encarregada da revisão do estatuto do 'Regnum Christi' já havia nomeado Ghirlanda consultor. O fato de a Santa Sé tê-lo designado agora como assessor no enche de gratidão, porque é uma pessoa que os legionários queriam,” assegurou o mexicano. Em um comunicado, os Legionários de Cristo explicaram que Ghirlanda poderá participar das reuniões do Conselho-Geral que considere oportuno. Assim, a congregação confia que o jesuíta italiano possa seguir apoiando a congregação “a superar definitivamente a difícil crise institucional vivida nos últimos anos.”

Este novo assessor do Vaticano acompanhará nos próximos anos os Legionários em Cristo no seu processo de renovação, depois dos escândalos de seu fundador, Marcial Maciel. Maciel, que morreu em 2008, foi acusado de comportamentos "gravíssimos e imorais". Em 2006 foi condenado por Bento XVI que ordenou uma inspeção em 2010 e depois sugeriu uma profunda revisão da congregação e a necessidade de redefinir seu carisma. Por isso, sua renovação deve ser total e, entre outras mudanças, não poderão voltar a propor nenhum texto de Maciel, que eram a base da congregação. A Legião de Cristo conta com 900 sacerdotes, 3 mil seminaristas e está presente em 18 países. (EF)


Fonte: Radio Vaticana