Notícias

Papa fala dos carismas na Igreja: dons, não motivos de divisão

catequese-papa-carismas-na-igrejaA catequese do Papa Francisco nesta quarta-feira, 1º, foi sobre os carismas na Igreja. O Santo Padre destacou que o carisma é um dom para a Igreja, não motivo de inveja ou divisão.

Francisco segue o ciclo de catequeses sobre a Igreja, desta vez falando sobre os dons que o Espírito Santo oferece a ela em sua caminhada na história. Na linguagem comum, quando se fala de “carisma”, entende-se um talento, mas na perspectiva cristã, explicou o Papa, assume outra conotação que vai além de uma qualidade pessoal.

O carisma, disse o Pontífice, é uma graça, um dom dispensado por Deus por intermédio da ação do Espírito Santo, para que seja colocado a serviço de todos. De fato, é no seio da comunidade que alguém pode reconhecer os carismas que tem.

Nesse momento, o Papa Francisco brincou com a multidão que participava da catequese, dizendo que uma pessoa não pode achar que tem o dom de cantar, são os outros que têm que reconhecer este carisma. E enfatizou que é importante que nós nos questionemos sobre os carismas existentes em nós. “Há qualquer carisma que o Senhor fez nascer em mim e que os meus irmãos, na comunidade cristã, o reconheceram e o encorajaram? E como me comporto em relação a este dom: com generosidade ou como motivo de orgulho?”

Sua Santidade acrescentou que a mais bela experiência é descobrir a diversidade e a multiplicidade de carismas na Igreja, pois todos são um dom do Pai à comunidade para que esta cresça harmoniosamente como um só corpo: o corpo de Cristo. “Ai de nós se fizermos de tais dons motivo de inveja ou de divisão!”, advertiu.

Aos olhos de Deus, todos os carismas são importantes, disse o Santo Padre. Dessa forma, em uma comunidade cristã, todos precisam uns dos outros e cada dom recebido só se realiza plenamente quando partilhado com os irmãos para o bem de todos.

Por fim, o Sumo Pontífice recordou que hoje a Igreja celebra Santa Teresinha do Menino Jesus, que morreu aos 24 anos. “Ela queria ter todos os carismas”, recordou o Papa. Porém, foi na oração que Santa Teresinha descobriu que seu carisma era o amor. Este é um carisma que todos têm, reforçou Francisco. “Peçamos, então, a Santa Teresinha esta capacidade de amar a Igreja e aceitar todos os carismas, com o amor de seus filhos.”

 

Fonte: canção nova